Museu

Localizado no centro histórico da cidade, o Museu de Lamego ocupa o edifício do antigo Paço Episcopal, cuja fachada mantém o traço da sua reedificação no século XVIII pela mão do então Bispo de Lamego, D. Manuel de Vasconcelos Pereira.

A implantação da República, em 1910, e consequente nacionalização dos bens da Igreja, viria a ditar o fim do seu papel religioso, transformando-o num edifício de múltiplas funções. Por ali passaram a Biblioteca Municipal, a Guarda Nacional Republicana, lado a lado, com as cinco salas do Museu Regional de Obras de Arte, Arqueologia e Numismática, fundado no dia 5 de abril de 1917 e inicialmente constituído pelos objetos já existentes no Paço – pintura, tapeçaria, mobiliário, paramentos e ourivesaria.

João Amaral, artista lamecense, foi nomeado Diretor e a ele se deve o enriquecimento inicial do seu espólio, com a integração na coleção de diversos objetos provenientes do extinto Convento das Chagas de Lamego, com destaque para os retábulos em talha dourada das capelas que outrora integraram o programa iconográfico do claustro conventual, aos quais se juntaram o acervo arqueológico da Câmara Municipal.

A especificidade e qualidade do acervo levariam na década de sessenta do século XX à alteração da denominação e à ocupação de todo o edifício do antigo Paço Episcopal. Desde então, o Museu de Lamego assume-me como uma importante referência no panorama da arte nacional e mesmo internacional, pela singularidade da sua coleção, sucessivamente engrandecida até à atualidade por doações, entre as quais o conjunto de seis painéis de azulejos figurados com cenas bucólicas e de caça, datados do século XVII, classificados de Tesouro Nacional.

De igual relevância e entre os objetos classificados pelo Estado Português como Tesouros encontram-se ainda uma arca tumular medieval, decorada com uma cena de caça, os painéis que Vasco Fernandes (Grão Vasco) pintou para a Sé de Lamego entre 1506 e 1511 e o conjunto de tapeçarias flamengas, tecidas em Bruxelas na primeira metade do século XVI.

Com um acervo mais vasto, distribuído ao longo de perto de 30 salas e balizado entre os séculos I e o século XX, o Museu de Lamego assume-se cada vez mais como um espaço vivo, aberto à cidade, à região e ao mundo.

 

CONTACTOS

Museu de Lamego

Largo de Camões

5100-147 Lamego

Tel. | (+351) 254600230

E-mail | mlamego@culturanorte.pt

 

HORÁRIO

Terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

Encerra nos dias:

– Segunda-feira

– 1 de janeiro

– 1 de maio

– Domingo de Páscoa

– Feriado Municipal de Lamego (8 de setembro)

– Dia de Natal (25 de dezembro) 

 

MARCAÇÃO DE VISITAS PARA GRUPOS E ESCOLAS

E-mail | mlamego@culturanorte.pt

 

SIGA-NOS

www.facebook.com/museu.de.lamego