“Global Print” chega ao Museu de Lamego

Trezentas e noventa obras, 390 artistas, 60 países representados e 5 núcleos expositivos dão forma à edição 2013 do “Global Print”. Pela primeira vez na cidade e no Museu de Lamego, esta é uma oportunidade única de apreciar, entre os dias 31 de agosto e 30 de outubro, o trabalho que, ao nível da gravura, se vem praticando um pouco por todo o mundo.

Este incontornável carácter internacional que justifica e reforça o título da própria exposição, estará ainda presente no Teatro Ribeiro da Conceição, transformando a cidade de Lamego na única a acolher dois núcleos expositivos, conferindo um carácter alargado a esta parceria, que assim procura o envolvimento da cidade.

Neste âmbito, é de destacar também a presença do “Print 2013”no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas (Tarouca), proporcionando um diálogo entre a contemporaneidade das gravuras e o cenário histórico do espaço.

“Global Print”, que chega ainda a Alijó e à Régua, é uma iniciativa do Núcleo de Gravura do Grupo Recreativo e Cultural de Alijó, em articulação com a Bienal Internacional de Gravura do Douro, que conta ainda com o apoio da Câmara Municipal de Alijó e da Direção Regional de Cultura do Norte, já em 2012 envolvida no projeto.

Referência maior não só para o Douro, mas para a região Norte, o núcleo expositivo do “Global Print” patente no Museu de Lamego poderá ser visto de terça a domingo, das 10h00 às 18h00. A inauguração está agendada para as 16h00 do próximo dia 31 de agosto.

A entrada é livre.